Vergonha


Vergonha

A mais baixa de todas as emoções, o fundo do poço de todas as quedas.

A vergonha diz que quem eu sou é profundamente errado, danificado, indigno.

A vergonha traz consigo uma intensa culpa, humilhação e constrangimento.

A vergonha evita ligações humanas, uma vez que se sente não digno de existir.

As pesquisas mostram que a vergonha, está relacionada com suicídio e depressão.

Os vícios, ansiedade, distúrbios alimentares, automutilação, tristeza, desespero e as varias formas de violência também estão profundamente enraizadas na vergonha.

Quando a vergonha está presente, há dor física até, sofrimento e isolamento.

Comprometa-se a conhecer a sua vergonha, olhe-a de perto, chame-a pelo nome.

Conheça as histórias que a alimentam, reconheça os links que cria rapidamente.

e sim, decida abraçar as sensações desconfortáveis que esta cria no seu corpo.

Partilhe com um ser de sua confiança, alguém empático, atencioso, corajoso,

Alguém que é capaz e está disposto a ver e segurar a sua própria vergonha.

Se não falarmos sobre a vergonha, esta espalha-se como uma infestação.

Alimenta-se do silêncio, do sigilo das mágoas, da traição e da rejeição.

Se não a virmos, ela expande-se, assume o controle do comportamentos e escolhas.

É preciso coragem para ser vulnerável, estar pronto para dançar com isso gentilmente.

É preciso curiosidade e aprender sobre o que controla a sua vida, inconscientemente.

É preciso ter um carinho total e absoluto para não se fundir com a sua vergonha,

e em vez disso, ver-se num todo e escolher-se a si mesmo.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

TAMBÉM ME ENCONTRA AQUI