Suicídio


O suicídio raramente é sobre a morte ...

Trata-se de dor, de dor insuportável.

É sobre a nossa incapacidade de ficar com o que não sabemos como.

É a nossa própria incapacidade de ver a dor que nos está a comer vivos.

Não se trata de querer acabar com a vida.

Não é um grito para chamar atenção ou um pedido de ajuda.

Não é uma doença, falta de fé, ou fraqueza.

Coletivamente, precisamos assumir a responsabilidade!

Valorizamos o conto de fadas, tudo deve estar bem o tempo todo?

Andamos com a nossa máscara de "tudo está bem", bem colada com vícios e distrações?

Reconhecemos abertamente as lutas tanto quanto valorizamos o sucesso?

O suicídio raramente é sobre a morte ...

É o oposto, é a vida à procura de sua própria existência.

Trata-se de querer tanto estar realmente vivo que manter a máscara é muito difícil.

Trata-se de precisar de permissão para se sentir completo, inteiro.

Deixemo-nos viver aqui, com dor e prazer, risos e lágrimas, alegrias e tristezas.

Comecemos por aceitar a vida tão plenamente que não mais fugimos de emoção nenhuma.

Permaneçamos gentis e verdadeiros com o que é real neste momento e vejamos além, até dos significados coletivos inconscientes, que não refletem a nossa verdadeira natureza.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

TAMBÉM ME ENCONTRA AQUI