Recuso-me a saltar


Recuso-me a saltar para a piscina do medo

Recuso-me a viver controlada pelos impactos prejudiciais da situação

Recuso-me a não ser eu

Perguntam-me. Como é que isso é aceitação?

Aceito que o medo está presente e continuo a aceitar em cada inspiração

Aceito as possibilidades e consequências e recuso vê-las como exclusivas

Aceito os convites que o medo traz e recuso ignorar os presentes preciosos oferece

Mas se se recusar, como é que isso é aceitar?

Aceito que estou a recusar, aceito o que está aqui, o que é real agora.

Eu aceito que sinto medo, isso é meu, é a minha experiência, o meu significado

Aceito este momento e toda a informação e oportunidades que me traz

Recuso-me a saltar para a piscina do medo

Recuso-me a deixá-lo controlar toda a minha existência

Recuso-me a não estar aqui por inteiro, completamente.

Arquivo
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

TAMBÉM ME ENCONTRA AQUI