Quando para de procurar fora


Aprendes esta palavra sem saber porquê, quando ou como.

Aprendes que a deves usar quando fazes algo que não é “normal”, que não se enquadra ou que não agrada as pessoas. E tu pedes.

Mas, na verdade, nem sabes bem o que significa porque por mais que peças esse perdão aos outros, a calma e paz que tanto esperas e queres sentir não vem.

A aceitação e o amor que procuras na resposta ao teu pedido não são suficientes e continuas a sentir que falta alguma coisa.

E a culpa e a dor que sentes vão crescendo.

Mas tu insistes em continuar a procurar esse perdão fora…

Até que um dia focas o teu olhar em ti mesma.

E nesse olhar amoroso e carinhoso permites-te sentir tudo.

Permites-te confiar no que sentes.

E então perdão passa a ter significado. O TEU significado. E pedes-te esse perdão…

Perdão por respeitares as tuas vontades e verdades mesmo quando isso magoa outras pessoas. Não era tua intenção.

Perdão por não seres melhor do que és

Perdão por sentires que o teu melhor não é suficiente

Perdão por não saberes o que fazer ou como fazer

Perdão por duvidares e questionares

Perdão por quereres ser tudo

Perdão por seres o que és e não o que os outros querem que sejas

Perdão por nem sempre conseguires perdoar

Perdão por não sentires o que queres ou achas que deves sentir

Perdão por te sentires diferente.

E então pedes perdão aos outros sempre que sentes que o deves fazer.

Mas agora a resposta já não te vai importar. Porque TU te perdoaste!

E isso foi sempre o que procuraste.

Agora perdoar é saber que és humana.

Perdoar é respeitar

Perdoar é aceitar

Perdoar é viver

Perdoar é amar!

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

TAMBÉM ME ENCONTRA AQUI